quarta-feira, janeiro 18

Leitores

O texto que se segue é do início do nosso blogue (Janeiro 2008) e não pretende fazer nenhum retrato fiel dos nossos clientes muito menos demonstrar da minha parte qualquer tipo de superioridade intelectual. É apenas uma caricatura das categorias ou características dos leitores, que eu com o tempo fui aprendendo a distinguir e, que todos nós temos numa altura ou outra, dependendo do nosso estado de espírito:


“O Decidido”- Entra na livraria vai direito ao livro que quer, paga e vai embora.


“O Indeciso”- Dá voltas e mais voltas pergunta por este e aquele título e acaba por sair sem levar nada.


“O Envergonhado” (Fala muito baixinho), - Eu queria “O Amor é ffsssdss…”do MEC – Desculpe! Importa-se de repetir. – Eu, queria “O Amor é ffsssdss…”do MEC – HÁ! “O AMOR É FODIDO” DE MIGUEL ESTEVES CARDOSO, já podia ter dito.


“O Altruísta”- Compra sempre livros de Esoterismo, Ocultismo, Bruxarias, Auto-ajuda e afins e é sempre para oferta.


“O Forreta” - Faz desconto com o cartão Continente?


“O Comichoso”- Dos vinte exemplares disponíveis, estão todos estragados, sujos, com riscos, dedadas. Chega mesmo a implicar com umas poucas folhas em branco num livro como O Céu Existe Mesmo!, (como se isso tivesse alguma importância).


“O Chato”- “L’emmerdeur”.


“O Distraído” - Queria um livro, não sei o título nem autor nem o editor, apenas sei que tem capa amarela.


“O Que Não Faz Ideia” - Por favor, eu desejava oferecer um livro para uma senhora de 50 anos. (Dar simplesmente a indicação da idade de uma pessoa que não se conhece, não é uma preciosa ajuda).


“O Ignorante”- Nesta “papelaria” tiram fotocópias?


“O Superficial” - Aquele Lusíadas que está na montra é de pele genuína? – Não, é Camões genuíno.


“O Coffee Table Book” Compra livros a metro e por cores.


“O Exibicionista”- Apresenta sempre o Cartão Platina e sistematicamente dá não autorizado.


“O Depravado”- Corta à socapa as fotografias do Kamasutra e deixa o texto.


“O Jornalista Invejoso”- Compra O Último Segredo de José Rodrigues dos Santos e faz questão de dizer bem alto que o livro não presta.


“O Salazarista” - Antigamente é que era! Agora, é só livros sobre Paneleiros, Fufas, Putas e Ladrões.


“O Neo-Nazi”- Por acaso tem o “Mein Kampf”, queria todos os exemplares que tiver.


“ O Que Parou no Tempo” - Camarada! Tem o “Manifesto do Partido Comunista" de Karl Marx.


“O Intelectual”- Pede sempre um autor que não há e nunca ninguém ouviu falar.


“O Erudito” - Queria a “Оδύσσεα” de Homero.


“O Bibliófilo” - Ando à procura da 1.ª edição “Cândido ou O Optimismo” de Voltaire, assinado pelo autor.


“O Editor” - Não acha que este livro merece estar na Montra?


“ O Autor” - Tem o livro…? - Tenho sim, quantos quer? – Nada, nada... é só para saber se tinha; obrigado.


“O Tradutor” - O “Hamlet” de Shakespeare, por favor, mas no original. É que em português é intragável!


“O Revisor” - Isto está cheio de gralhas.


“O Paginador”- Não se consegue ler esta mancha.


“O Gráfico”- Onde é que este livro foi feito? Descola-se todo!


“O Designer Gráfico”- Que capa pirosa… é só Photoshop.


“ Critico Literário” – Esse livro é uma merda!


“O Livreiro” – Em casa de ferreiro espeto de pau.
----
Jaime Bulhosa

8 comentários:

Booktailors - Consultores Editoriais disse...

Está engraçado, realmente.

Gostei particularmente do Autor, que passa sempre a perguntar pelos livros dele e nunca leva nada.

b_ster disse...

Caricaturado está bem...revejo-me nalguns.
(do que me concerne, o intelectualmente superior era acerca de uma livreira anónima)

Lá voltarei à vossa agradável livraria.

J. disse...

na livraria c. tinhamos um autor que vinha com frequência perguntar se tinhamos os seus livros e claro que se ia embora sem comprar nada... mas nao sem antes nos dar a volta à estante de poesia para pôr as suas obras em destaque...

bibliotecária disse...

Foi muito engraçado ler estas pequenas definições... os meus pequenos leitores, frequentadores da "minha" bilbioteca escolar, vão-se encaixando nestas pequenas "molduras". Algumas serão para acentuar... outras para diluir e alargar.

Susana Oliveira

miguel. disse...

Gosto especialmente do Jornalista invejoso… quanto ao cliente livreiro tem muito que se lhe diga, tendo conhecimento de todos os que aqui menciona o que lhe posso dizer é que gosto de me fazer passar por quase todos eles, por vezes é bom sentirmos que também nós somo rotulados por outros livreiros que desconhecem a nossa profissão, a de Livreiro.
Um destes dias serei o vosso cliente mistério… vamos ver qual será o meu rotulo :)

cumprimentos

Hugo disse...

Muito Bom! O que me ri quando li "O Autor", pois até o faço sempre que passo numa das livrarias que vendem o meu livro.

Viram vira, agora fui "O Exibicionista".

Cumprimentos,
Hugo Sousa

M disse...

Eu, que trabalhei num livraria, tenho o vício de alinhar lombadas e capas invertidas na pilha.

Margarida F.

disse...

Eu identifico-me, sem dúvida, na categória de "O Decidido". A descrição que me fez rir mais foi, “O Salazarista”.