quarta-feira, janeiro 30

O Livreiro não vende livros.




O Livreiro vende: Aventuras, viagens, e “Volta ao Mundo em Oitenta Dias”. Continentes, países e “Cidade Proibida”. Romances, dramas e “Sexus”. História, pré-história e civilizações clássicas. Batalhas, “Guerra e Paz”. Reis, rainhas, “O Príncipe” e “O Conde de Monte Cristo”. Pintores, escultores, “O Arquitecto”, fotografias. Música, versos e poemas. Sonhos, auto-ajuda, artes divinatórias e outras mentiras. Constituições, leis, decretos-lei e portarias. Tudo isto e muito mais numa caixa chamada livro.
----
Jaime Bulhosa

Um comentário:

Txetxu Barandiarán disse...

Reflexión sugerente sobre el sentido y función de la librería que comparto.