quinta-feira, fevereiro 28

Contos do Gin-Tonic

Confesso, nunca tinha lido os “Contos do Gin-Tonic” de Mário-Henrique Leiria, Editorial Estampa, 1999. São surrealistas, hilariantes, desconcertantes, surpreendentes. Por vezes alguns também parecem contos do conhaque… mas isso não interessa, são fantásticos. Deixo aqui um pequeno exemplo:


TELEFONEMA

Telefonaram-lhe para casa e perguntaram-lhe se estava em casa. Foi então que deu pelo facto. Realmente tinha morrido havia já dezassete dias. Por vezes as perguntas estúpidas são de extrema utilidade.
----
Jaime Bulhosa

Nenhum comentário: