sexta-feira, fevereiro 29

Os cinco sentidos

Passeamos os olhos ao acaso pelas estantes da livraria. Olhamos distraidamente os livros expostos sobre as mesas. Vemos um livro. A capa seduz-nos. O título cativa-nos. Queremos vê-lo com mais pormenor. Pegamos-lhe. Não resistimos a passar a mão pela capa. Sentimos a sua textura. Agarramos o livro com as duas mãos, deixando-o aí por um instante. Então, com o polegar, vamos soltando as páginas devagar. Este folhear liberta o cheiro a tinta e a papel. Aproximamos mais o livro, inspirando. Retomamos o folhear. Agrada-nos ouvir este barulho. Aqui e ali detê-mo-nos numa frase e ouvimos a música das palavras. Gostamos. Leva-mo-lo connosco, antecipando o momento em que, confortavelmente instalados no nosso recanto preferido, poderemos, por fim, saboreá-lo.


"Os Sentidos", A.A.V.V., Porto editora, 2004
---
Isabel Nogueira

Nenhum comentário: