quarta-feira, setembro 3

Considerações sobre o filme do post anterior.

Gostaria de fazer umas considerações sobre a acusação da minha colega ao classificar o filme de machista. Se repararem é exactamente o contrário. O filme demonstra bem o domínio das mulheres sobre os homens. Se não vejamos: a entrada em cena da mulher vinda provavelmente da cozinha, quartel-general de qualquer casa, quem domina a cozinha domina a casa. O habitual comentário malicioso, sugerindo que o homem é um parasita que como a cigarra não faz outra coisa senão cantar. De seguida, a curiosidade excessiva da mulher pondo em causa a honestidade do homem. Não bastando, reparem como é ela que determina o quê e quando o homem deve fazer. Por fim, não respeitando a privacidade do homem, vai vasculhar o que ele anda a ler. Fica chocada com o tema do livro, o que demonstra má fé, para além de estragar a surpresa que ele lhe preparava, motivo pelo qual consultava um catálogo de bikinis, prenda que pretendia oferecer-lhe.
---
Jaime Bulhosa

4 comentários:

Anônimo disse...

Somos uns incompreendidos, e a coisa vem de longe.
Fiufiufiu...

Yo disse...

Quais incompreendidos ... essa é a lenga lenga de sempre ... vocês defendem-se

fallorca disse...

Pudera...
Esclarecimento: o "anónimo" fui eu

Pó dos Livros disse...

Yo, que remédio temos nós. As mulheres são mais bonitas, mais inteligentes e infinitamente mais perigosas. :)

Jaime