sexta-feira, novembro 21

Quando o tamanho não importa

Refiro-me a A MORTE DE IVAN ILITCH, de Lev Tolstoi, editado pela Leya, na colecção BIS. Bastaram 91 páginas, em formato de bolso, para conter uma obra maior da literatura mundial.
---
Deixo-vos o prefácio, também ele pequeno q.b., de António Lobo Antunes, só para aguçar o apetite:
---
“Este livro tão breve, uma das maiores obras-primas do espírito humano, tem sido, desde a sua publicação, um motivo de controvérsia para a crítica: trata-se de uma obra sobre a morte ou de uma obra que nega a morte? Lukacs, por exemplo, defendia a segunda hipótese, contrapondo o Llanto por Ignacio Sanchez Mejias, de Frederico Garcia Lorca, como o grande texto acerca do fim. Embora eu concorde com parte dos argumentos de uns e de outros é um tipo de discussão que só academicamente me interessa: a morte de Ivan Ilitch é ambas as coisas e transcende tudo isso, para se tornar o retrato implacável da nossa condição: não há sentimento que nele não figure, não há emoção que não esteja presente. Tudo o que somos se acha em poucas páginas, escrito de uma forma magistral. Li-as maravilhado, umas vinte ou trinta vezes, continuarei a lê-las maravilhado, até ao fim dos meus dias. Maravilhado, exaltado, comovido, a perguntar-me como é que ele conseguiu. E conseguiu. Reparem no que Tolstoi faz com as palavras e como nos retrata, de corpo inteiro, no mais íntimo de nós mesmos.”

---
Isabel Nogueira

2 comentários:

Anônimo disse...

Meus amigos livreiros, Relógio D'Água sempre. Neste caso o tamanho não importa mesmo, pois esta é uma pequena editora de Grandes Obras.
Helena

Anônimo disse...

Concordo que a Relógio D' Água tenha bons títulos mas de facto a BIS parece-me uma colecção bastante interessante. Tive a oportunidade de comprar já vários títulos da BIS, nomeadamente A Morte de Ivan Ilitch e Sapho que é uma leitura a não perder. Acho o seguinte desta colecção: o preço (5,95 euros para todos os títulos da colecção) que é o preço de um bilhete de cinema é altamente atractivo para quem gosta de ler e quer coleccionar obras de referencia. Depois as capas são lindissimas e a qualidade do papel é muito boa. Além disso os livros não se 'partem'. Parabéns por esta iniciativa. Quero mais BIS.