segunda-feira, dezembro 29

Natal na terrinha


O meu Natal foi passado na casa de província dos bisavós dos meus filhos (bisavós, porque infelizmente os avós já faleceram). Existem, para além da casa principal, muitas outras casinhas que em tempos foram redil de animais e que hoje em dia não são mais do que arrumos de velharias, acumuladas ao longo dos anos. Ao vasculhar estes autênticos depósitos de memórias, no meio das teias de aranha, de veneno para ratos e de imenso pó de livros velhos, dei com um brinquedo (uma máquina de escrever) no mínimo original, fabricado na Inglaterra, daqueles brinquedos ainda feitos na Europa, em vez dos agora Made in China. Soube mais tarde que teria pertencido a um avô já falecido que em tempos fora poeta. Imagino que este brinquedo terá tido influência no gosto pelas letras do tal avô. Na esperança que exerça sobre outras crianças o mesmo feitiço, repousa agora na secção de livros infantis da Pó dos Livros.
--
Jaime Bulhosa

2 comentários:

{anita} disse...

uma delícia!

Yo disse...

Lindo!
Se fosse criança a minha mãe estaria exasperada comigo a dizer: " quero uma igual".