quinta-feira, março 5

«O 'Magalhães' é o maior assassino da leitura em Portugal»

Li esta frase de António Barreto na capa da Revista Ler (ainda não li a entrevista) e fez-me lembrar este filme.


Jaime Bulhosa

4 comentários:

the-door-to-my-imaginarium disse...

o meu sobrinha usa o magalhães para pesquisar:

- WWE
- o ursinho tripeiro (apanhei-o!ouviu logo...)

e só tem 7 anos!

magalhães mt educativo lol :D

Dogma Central disse...

Que exagero, como se os "maus" (ou ausência de) hábitos de leitura em Portugal - e eu cá acho que nem são assim tão catastróficos como se pintam - fossem uma novidade com menos de 1 ano.

Pó dos Livros disse...

Dogma Central

Eu também acho a frase do António Barreto mesmo muito exagerada. Mas como o desenho animado mostra, não adiante muito ter computadores se eles não forem acompanhados pela modernização das metodologias de ensino.

Jaime

CNS disse...

Confunde-se cada vez mais o conceito de ferramenta com o de conhecimento. O primeiro só faz sentido sobre uma sólida base do segundo. O Magalhães, tal como as máquinas de calcular e afins, só farão sentido em mãos cujo cérebro já adquiriu conhecimento suficiente para os utlizar de uma forma crítica. Não me parece que uma criança de 8 anos ou menos tenha essa capacidade...