terça-feira, abril 21

percursos

Chegaram ontem os livros da Quasi. Depois de darmos entrada e de colarmos as etiquetas, começa agora a melhor parte - arrumar. Está traçado o mapa para a tarde: secção de poesia, segunda estante a contar do fundo da livraria, primeira prateleira, de cima para baixo, colectâneas à frente e continuar por ordem alfabética de autor.

O Último Coração do Sonho, Al Berto
Os Sulcos da Sede, Eugénio de Andrade
A Invenção do Problema, Luís Adriano Carlos
Dos Líquidos, Daniel Faria
Inquietude, Maria Teresa Horta
Eu, Poeta e Tu, Cidade, Pedro Homem de Mello
Poemas, Sonetos e Baladas, Vinicius de Moraes
Poemas Escolhidos, Elio Pecora


Poemas de Deus e do Diabo, José Régio



Biologia do Homem, Jorge Reis-Sá


Os Animais do Sol e da Sombra seguido de O Corpo Inicial, António Ramos Rosa



Tratado de Botânica, Joana Serrado

Débora Figueiredo

Nota: O tamanho exagerado do post deve-se ao facto de gostarmos das capas da Quasi, mas também, às constantes pressões vindas directamente da Feira de Londres para escrevermos no blogue.

Um comentário:

fallorca disse...

Vai daí: «Allo, London, escuto!»