sexta-feira, setembro 25

O mais longo poema


Parcelles D’espoir à L’echo de Ce Monde é supostamente o mais longo poema manuscrito moderno do mundo. Iniciado a 4 de Agosto de 2006, pelo seu autor o notário público francês Patrick Huet. É composto por 7547 versos e tem quase 1 km de comprimento, mais precisamente 994,1m. O poema assume a forma de um acróstico em que a iniciais de cada linha colectivamente formam os 30 artigos da Declaração dos Direitos do Homem de 1948.

3 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia. Porque este é um blogue que gosto de seguir, não podia deixar de fazer o seguinte reparo: neste post onde se lê "...tem quase 1km de cumprimento..." deveria ler-se "...tem quase um 1 km de comprimento...". Atenciosamente.
Helena

Pó dos Livros disse...

Helena,

Obrigado pela correcção.

Sara disse...

Bela fotografia!