quarta-feira, outubro 21

Já li o livro do José Saramago


Já li o livro do José Saramago. É muito bom. Agora percebo porque é que falam tanto do livro. É mesmo extraordinário, fabuloso, não consegui parar de o ler. Finalmente entendo porque é que lhe deram o Prémio Nobel. Adorei, é tudo o que posso dizer sobre o Memorial do Convento.
-
Jaime Bulhosa

26 comentários:

Margarida disse...

You marketeer, you... ;)

Luca disse...

Olá! sou do Brasil, descobri este blog por acaso, e fico muito feliz de tê-lo descoberto. Parabéns!

Sugestão: escreva algo sobre escritores brasileiros!

Tatiana disse...

Saramago é sem dúvida um escritor que quero experimentar! especialmente este novo livro que me suscitou o interesse desde que soube que seria publicado.
Sou católica (não praticante e porque me baptizaram) e concordo quando Saramago diz que a Bíblia é um livro cuja violência é muito evidente! há vários episódios escritos na bíblia que me colocam questões que Saramago apresentou. É realmente um livro pesado que não deve ser "oferecido" a uma criança... eu tenho a experiência de ter lido a Bíblia quando era pequena e quando eu e a minha irmã estavamos a ler sobre a crussificação de Jesus... bem, digamos que não é uma leitura muito apropriada... a minha mãe tirou-nos logo quando viu que estavamos a ler - em voz alta - esta parte.

Não entendo também a razão pela qual temos de ser "purificados" quando somos crianças ou bebés. Como é possível acriditarem que uma bébé é mau quando ainda nem consciência dos seus actos tem?

Voltando a Saramago... Deixaste-me ainda mais curiosa em relação a este livro!

Pó dos Livros disse...

Tatiana,

Qual livro é que a deixou curiosa o Memorial do Convento ou o Caim? ;)

Anônimo disse...

Também estou a ler o Caim. Comecei ontem, li mais de metade e tenciono acabá-lo hoje. Tal como o autor do post adorei o Memorial do Convento e todas as obras de Saramago. É lamentável que aquele senhor, um tal deputado europeu, Devid qualquer coisa..., senhor de grandes responsabilidades tenha vindo dizer que Saramago devia renunciar à nacionalidade portuguesa, pelo facto de expressar a sua opinião. Que mal estamos de democracia com estes eurodeputados do PSD. O que eu ainda mais lamento é que as pessoas não apareciem a diversidade!!! Olha agora o nosso Saramago não podia pensar diferente do senhor David. Muito mal fez quem o elegeu para deputado. Aprenda que a riqueza dos povos está na diversidade cavalheiro!!! Quem melhor esteve no meio disto tudo foram os representantes da Igreja Evangélica que apesar de discordarem de Saramago vieram dizer que defendem a liberdade de opinião. Aprenda com eles senhor David!!!!
Parabéns por este blog que em boa hora tive a oportunidade de conhecer.
Margarida V.

C.M. disse...

Guarde-me lá um na loja do Campo Grande, se faz favor. Temos de ler os nossos inimigos... (cliente com cartão Bulhosa, pois então...).

fallorca disse...

E eu volta e meia lá vou reler «O Ano da Morte de Ricardo Reis». Ando nisto desde que o livro saiu, sou mesmo descarado, graças a Abel ou Caim

H.Vogado disse...

Fiquei curioso por conhecer a nova obra. Gostei muito do "Evangelho segundo Jesus Cristo" e o "Memorial do Convento". É muito bom que os livros mexam com a nossa maneira de pensar. Ainda esta semana o José Rodrigues dos Santos vai lançar um sobre o Corão. Cada vez mais temos de ter um ponto de vista crítico sobre os "Clássicos".

pedro vieira disse...

o meu favorito do Saramago é o "Equador"

Luna Tic disse...

não se esqueça de ler então o Caim, para nos dar a sua opinião.

um bocadinho mais desenvolvida do que o "adorei", se faz favor =b

saudalunações*

fallorca disse...

Há uma Bulhosa no Campo Grande??? Ando aos pardais em Entrecampos??

Catarina disse...

Saramago é um génio. Já li várias obras e mesmo passando anos há personagens que continuam comigo e que me vêm há lembrança amiúde como o Sr. José de "Todos os Nomes" ou o cão d'"A Caverna" e tantos outros. É genial e estou ansiosa por ler "Caim".

Pó dos Livros disse...

Pedro Vieira,

épa, o "Equador" não do José Saramago, se não me engano?... É dum José. Só que é dum Rodrigues dos Santos ou lá o que é... ;)

Jaime

Tatiana disse...

O que me suscitou intresse foi "Caim" ;)

O livro Equador é de Miguel Sousa Tavares ;)

Pó dos Livros disse...

Tatiana,

Pois, ainda não li o Caim.

Em relação ao "Equador" temos que dizer isso ao Pedro Veira que ele ainda não sabe. (Cá para nós que ninguém nos ouve, ele é bocadinho, como hei-de dizer... burrinho) :)

Jaime

nils disse...

E O Ano da Morte de Ricardo Reis... Não é bom para o Nobel? É o meu preferido. Mas estou consigo nisso do Memorial do Convento. Só não o acho o livro. Ou a bíblia, se preferir... ;)

catarina disse...

Se fosse um livro do José Rodrigues dos Santos ou lá o que é... seria um livro grande... com muitas páginas.

Excelente arma de arremesso.
Para ler é que me parece escusado.

:)

pedro vieira disse...

O "Equador" é do Saramago, tenho a certeza. E é bem melhor do que o "Todos os Nomes" e o "Codex 632"

Pó dos Livros disse...

Pedro Veira,

Tens razão, quem sabe sabe. ;)

Tatiana disse...

Pedro, as obras de saramago são estas:
Terra do Pecado, 1947
Manual de Pintura e Caligrafia, 1977
Levantado do Chão, 1980
Memorial do Convento, 1982
O Ano da Morte de Ricardo Reis, 1984
A Jangada de Pedra, 1986
História do Cerco de Lisboa, 1989
O Evangelho Segundo Jesus Cristo, 1991
Ensaio Sobre a Cegueira, 1995
A Bagagem do Viajante, 1996
Cadernos de Lanzarote, 1994
Todos os Nomes, 1997
A Caverna, 2000
O Homem Duplicado, 2002
Ensaio Sobre a Lucidez, 2004
As Intermitências da Morte, 2005
As Pequenas Memórias, 2006
A Viagem do Elefante, 2008
Caim, 2009
como podes encontrar na Wikipédia.

O livro Equador é de Miguel Sousa Tavares ;)

Pó dos Livros disse...

Tatiana,

Não leve a mal, mas eu e o Pedro estávamos a brincar. Tanto ele como eu sabemos que o “Equador” é do Miguel Sousa Tavares.

Nota: A obra de José Saramago é bem mais extensa do que essa lista que está na Wikipédia. Saramago já editou 43 livros no total e não apenas 19 como nessa listagem.


Obrigado ;)

Anônimo disse...

Se calhar o Pedro foi dos que chegaram à Pó dos Livros a pedir "Os pássaros fritos"... :-)adiante..
Fiquei então com curiosidade sobre o novo do Saramago...só espero não me traumatizar como qdo li o "Ensaio sobre a Cegueira" (que adorei)
CBorges

Tatiana disse...

não se preocupem, eu não levei a mal! lol
eu só estava a pensar que o pedro estava a trocar ;) lol
he he he não tinha percebido xD

R.Joanna disse...

Deu-me um grande prazer chegar hoje a um supermercado e ver toda a obra de Saramago em destaque, com promoções, esticar a mão e agarrar... Os Poemas Possíveis (excelente texto este publicado, que me deixou a rir sozinha ainda uns cinco minutos).
Estar do lado do Saramago sim, claro, lê-lo também, mas não agora que toda a gente o está a descobrir (finalmente!).

_Maga disse...

Já li faz um tempo este livro, mas também adorei. É um grande livro, na minha modesta opinião.
um abraço

Anônimo disse...

Seve disse....

MEMORIAL DO CONVENTO-A mais bela história de amor que li até hoje.

O ANO DA MORTE DE RICARDO REIS-Um monumento

Seve