terça-feira, outubro 20

Vencedores das piores capas de livros de sempre

Depois de uma concorrida participação para a eleição das 3 piores capas de livros de sempre da edição em Portugal, apresentamos aqui os vencedores:

- Em 1.º lugar com 201 votos O Falo Perdido, de Eurico Cebolo, edição de autor.

- Em 2.º lugar com 194 votos A Religiosa, de Denis Diderot, edição Europa-América

- Em 3.º lugar com 148 votos Exercícios de Estilo, de Luiz Pacheco, edição Editorial Estampa.


Nota: Agradecemos a todos os nossos leitores a participação e divulgação desta iniciativa.

3 comentários:

Ana disse...

Não me parece nada que o "Amor de Salvação" fique a dever alguma coisa a essas capas vencedoras!

alberto franco disse...

Mais informações sobre Eurico Cebolo, autor do "Falo Perdido": http://xobineskipatruska.blogspot.com/2003_08_01_archive.html

Frederico Ramos-Ponte disse...

A capa do livro de Pacheco é verdadeiramente chocante. Como é que aquilo é possível... Não consigo e baralha-me associar a capa ao escritor, enoja.