quarta-feira, janeiro 20

Machado de Assis




É um dos escritores que mais me surpreendeu, pela positiva, quando o li pela primeira vez. É considerado por muitos o maior escritor brasileiro de todos os tempos e um dos maiores escritores do mundo, enquanto romancista, contista e até como poeta. Machado de Assis (1839-1908) é o nome central da literatura brasileira e um dos mais singulares clássicos da língua portuguesa. Nasceu no Rio de Janeiro, onde aliás viveria toda a vida. Perfeita encarnação do típico homem de letras oitocentista, escreveu romances e contos, poesia, teatro, ensaio, foi cronista brilhante, exerceu a crítica literária e teatral, fundou a Academia Brasileira de Letras, de que seria o primeiro presidente. Os seus romances da maturidade, como Memórias Póstumas de Brás Cubas, ou por alguns considerada a sua obra-prima Dom Casmurro, mantêm aguda actualidade e surpreendem ainda pela novidade e audácia dos processos de escrita e pela feição trágica do seu singular humorismo. Poderá encontrar facilmente nas livrarias as obras:

Dom Casmuro, Memorial de Aires, Memórias Póstumas de Brás Cubas, Um Homem Célebre, Antologia de Contos, entre outras.
--
Jaime Bulhosa

Um comentário:

Newstein disse...

Caro Jaime, os livros de Machado de Assis são de extremo respeito, adoro os livros dele e estou a ponto de reler toda sua bibliografia.

Newstein
http://atuante.blogspot.com