terça-feira, março 16

O Sócrates faz perder clientes


De vez em quando, tão certo como a noite suceder ao dia, aparece alguém que pede:
- Queria as Obras Completas de Sócrates?
Perante tal pergunta, em tom de graça, o livreiro questiona:
- O Sócrates ex-primeiro-ministro ou o filósofo?
O cliente com pouca paciência e não achando graça nenhuma, responde:
- Evidentemente estou a falar do filósofo, porque o outro sei que não tem obra.
Respondendo à provocação, de sorriso nos lábios:
- Infelizmente, meu caro senhor, Sócrates, o filósofo, também não nos deixou uma única linha escrita.
Incrédulo, o cliente muito irritado, abanando a cabeça num movimento de lamento, exclama:
- É por causa de gente como você e como o outro que este país não anda para a frente!
E sai porta fora.

4 comentários:

josé luís disse...

:D

(rabd)

Cassandra disse...

Vamos ao menos ficar com um Platão... ou não?

Fernando Frazão disse...

Uma vez ía num avião da TAP para o Brasil. Já o voo ia bem adiantado quando um passageiro próximo pediu uma garrfa de vinho.
A hospedeira, perdão, a assistente de bordo, voltou algum tempo depois e, explicou com ar pesaroso, que tinha acabado o vinho, mas que havia cerveja.
O passageiro comentou, alto, com ar de quem ía dizer uma coisa inteligente, claramente para a plateia ouvir.
É o governo que temos.

disse...

N' O velho que lia romances de amor, gostei em especial do dentista: --- Tens os dentes podres? A culpa é do governo! (Cito de memória)
E quando o primeiro-ministro tem o azar de ter nome de filósofo, pior fica a coisa. Pelo menos, não o acusam de corromper a juventude e já se não usa a cicuta.