quinta-feira, abril 22

O Músico Cego




«A parteira não ouvia no grito do bebé nada de especial e, vendo que a jovem mãe falava como que em sonho, pelos vistos a delirar, afastou-se dela e pôs-se a tratar da criança. A jovem mãe calou-se, e apenas de vez em quando um penoso sofrimento, incapaz de prorromper em forma de movimento ou palavra, espremia dos seus olhos as lágrimas em bágoas. Corriam silenciosamente através das espessas pestanas pelas faces brancas como mármore. Talvez o coração da mãe sentisse que, juntamente com o filho recém-nascido, viera ao mundo uma desgraça negra e desesperada que pendia por cima do berço para acompanhar a nova vida até ao túmulo. De resto, talvez fosse mesmo delírio. Fosse como fosse, a criança nasceu cega.»

Vladimir Galaktionovich Korolenko nasceu na Ucrânia em 1853, filho de um juiz distrital cossaco. Romancista, jornalista e activista político, a sua posição crítica em relação ao regime czarista revela-se cedo, as suas alegadas actividades revolucionárias levando-o a ser expulso de dois dos institutos onde estudou. Publica os seus primeiros contos em 1879, mas a sua carreira literária é interrompida nesse mesmo ano quando é detido e enviado para o exílio na Sibéria durante cinco anos. Depois de regressar, publica O sonho de makar, obra que estabelece definitivamente a sua reputação como escritor em 1885.
Os seus contos aliam o realismo a um certo romantismo, caracterizando-se por uma descrição crua da realidade que o rodeia e tendo muitas vezes como personagens principais os vagabundos, criminosos e párias sociais que encontrou durante o seu exílio. Eleito para a Academia de ciências, renuncia em 1902 quando Máximo Gorki é expulso daquela instituição.
Ainda que fosse um forte opositor do czar, recebe a Revolução Russa de 1917 sem grande entusiasmo, criticando violentamente até à sua morte, em 1925, a natureza despótica cada vez mais evidente do regime bolchevique.

edição: Estrofes & Versos
título: O Músico Cego
autor: Vladímir Korolenko
tradução: Nina Guerra e filipe Guerra (do russo)
tema: Romance
formato: 13x20cm
isbn:9789898292308
pvp:16.00€

2 comentários:

António disse...

Seve disse...

Não era o nº. 1 da (segunda grande) colecção de livros de bolso da Europa América?

A primeira, foi, creio que da Verbo (Os livros da RTP -seriam quarenta?). As senhoras do MNF (Movimento Nacional Feminino) ofereceram-me alguns..... algures na Guiné- Natal de 1971

Anônimo disse...

Sim. Mas esta é uma tradução "à séria" do casal Guerra, directamente do russo, o que não era o caso dessas edições de que fala. E isso... faz toda a diferença.