segunda-feira, maio 24

Perversão


Vasco, sete anos:
- Pai, uma professora lá da escola emprestou-me este livro. Ela é mesmo boa!
Reagindo de imediato, como é obrigação de um encarregado de educação, acabadinho de ver as fotos da professora de música de Mirandela, admoestei-o, meio gago.
- Ó Vasco, uma professora mesm… mesmo boa!?...
- Não pai! Não é boa de namorar, é boa de bondade.
- Ah!
--
Jaime Bulhosa

Um comentário:

fallorca disse...

Ah, seu precipitado, seu devasso