sexta-feira, junho 4

Timor - pedido de professora

Caros amigos,

Alguns sabem e outros nem por isso (e assim aqui vai a notícia) mas estou em Timor a dar aulas na UNTL (Universidade Nacional de Timor Leste) no âmbito de uma colaboração com a ESE do Porto. Aquilo que vos venho pedir é o seguinte: livros. Não vou dar a grande conversa que é para montar uma biblioteca ou seja o que for, porque não é. O que se passa é o seguinte… não sei muito bem como funcionam as instituições, nem fui mandatada para angariar seja o que for, mas o que é certo é que sou (somos!) muitas vezes abordados na rua por pessoas que desejariam aprender português mas não possuem um livro sequer e vão pedindo, o que é mto bom.O que é certo é que a minha biblioteca pessoal não suportaria tanta pressão e nem eu, nos míseros 50 quilos a que tive direito na viagem, pude trazer grande coisa para além dos livros de trabalho de que necessito.

(continuar a ler no blogue do Rui Tavares)

4 comentários:

Margarida disse...

Livros para Timor -afinal o preço é outro...:

http://criativemo-nos.blogspot.com/2010/06/quanto.html

Helena Rodrigues disse...

Não, o preço não é outro, é esse mesmo. Já enviei mais de uma encomenda em resposta exactamente a esse apelo, conheço outras pessoas que o fizeram também e foi isso que pagámos. Por certo houve algum equívoco com o autor do post do
http://criativemo-nos.blogspot.com/2010/06/quanto.htmlcriat

Anônimo disse...

Atencao que nem todos os funcionarios estao a par que existe uma modalidade timor livros economica. Nao e necessario pagarem 20 e tal euros, e talvez ja nem seja necessarion insistir muito com os Funcionarios visto estarem cada vez mais familiarizados com a campanha.
Um abraco

Margarida disse...

Não houve equívoco, houve uma real situação com um dos comentadores, que reproduzi.
Também já ressalvei a nota sobre a actualização/correcção de preços.