quarta-feira, outubro 13

Hoje na Pó dos livros: As TREZE*, o Lesbianismo e a Primeira República

(para aumentar clique sobre a imagem)
---
"Ao assumir na lei e nas instituições sociais a família nuclear burguesa, patriarcal e heterossexual, e o ideário do "homem novo" ao serviço da sociedade, a Primeira República foi o período em que, na sociedade portuguesa, a homossexualidade deixou de ser apenas pecado e passou a ser assim também doença e crime. Olhadas de uma nova forma, as relações afectivas e sexuais entre pessoas do mesmo sexo, passaram a ser combatidas de nova forma com o fim de serem extirpadas da sociedade. Assim, os comportamentos homossexuais passam a ser estigmatizados, omitidos e atirados para a não existência e em particular o lesbianismo assume novos contornos de invisibilidade."
---
*O GRUPO DAS TREZE surgiu em 1911 e pretendia combater a ignorância e as superstições, o obscurantismo, o dogmatismo religioso e o conservadorismo que afectavam a sociedade portuguesa e impediam a emancipação das mulheres.

---

---

Para celebrar os 100 anos da Implantação da República e lembrar as mulheres republicanas que se destacaram na luta pelo fim da monarquia e pela proliferação dos valores da liberdade, igualdade e fraternidade, como foram o Grupo das Treze, a UMAR desenvolve encontros, tertúlias, acções de rua, durante todo o ano, no dia 13 de cada mês, tal como o Grupo das Treze o fez, de 1911 a 1913.

---

As TREZE*, o Lesbianismo e a Primeira RepúblicaTertúlia com SÃO JOSÉ ALMEIDA e MANUELA GÓIS - 13 de Outubro, 18h30, Livraria Pó dos Livros Iniciativa da UMAR http://www.umarfeminismos.org/

Nenhum comentário: