quinta-feira, novembro 25

Ao Cair da Noite


Peter e Rebecca Harris, na casa dos quarenta e a viver em Manhattan, aproximam-se do apogeu das suas carreiras em arte: ele, negociante; ela, editora numa boa revista da especialidade. Com um moderno e espaçoso apartamento, uma filha adulta a estudar na universidade em Boston e amigos inteligentes e animados, levam um invejável estilo de vida urbano contemporâneo e parecem ter todas as razões para serem felizes. Mas é então que o irmão de Rebecca surge em cena. Extremamente parecido com ela, mas muito mais novo, Ethan (conhecido na família como Mizzy, "O Erro") resolve visitá-los. Na sua presença, Peter começa a pôr em causa os artistas, o trabalho destes, a sua carreira - todo o mundo que construíra com tanto cuidado. Tal como o aclamado romance "As Horas", vencedor do Prémio Pulitzer, esta nova obra de Cunningham constitui uma visão dolorosa do modo como vivemos hoje em dia. Plena de peripécias inesperadas, faz-nos pensar (e sentir) com profundidade nas utilizações e no significado da beleza e no papel do amor nas nossas vidas. «No seu romance mais concentrado - um enaltecimento agridoce da criatividade humana - Cunningham, mestre da escrita vencedor de um Prémio Pulitzer, combina erotismo e estética para orquestrar uma admirável crise da alma. Inspirando-se em Henry James e Thomas Mann, assim como nos artistas Agnes Martin e Damien Hirst, produz uma história belíssima, espirituosa, filosófica e urbana sobre os mistérios da beleza e do desejo, da arte e da ilusão, do tempo e do amor.»

edição: Gradiva

título: Ao Cair da Noite

autor: MIchael Cunningham

tradução: Ana Falcão Bastos

formato: 15,5x22cm (capa mole)

n. pág.: 307

isbn: 9769896363969

pvp: 14.50€

Um comentário:

Anônimo disse...

Enquanto tradutora para português de «Ao Cair da Noite» de Michael Cunningham, chamo a atenção para o facto de o meu nome ser Ana Falcão Bastos, e não Ana Falcão Matos, como referido no vosso blogue.

Com os meus cumprimentos

ANA FALCÃO BASTOS