quinta-feira, janeiro 20

Memória


Um dia, um desconhecido passou diante da livraria e perguntou ao nosso livreiro de serviço Carlos Loureiro:

- Qual é o melhor livro do mundo para se ler?

- Memórias do Cácere. – Respondeu o Carlos, sem sequer levantar a cabeça.

E três anos se passaram.

O mesmo homem volta a passar à porta da livraria e pergunta:

- E é de quem?

- Camilo Castelo Branco. – Respondeu o Carlos de passagem.

Nota: Esta história, na realidade, conta-se em Itália acerca da memória de Dante Alighieri, mas para quem conhece o Carlos Loureiro…

3 comentários:

marta morais disse...

a parte do Carlos nem sequer levantar a cabeça está genial (eu só conheço o senhor do ponto de vista do utilizador mas acho que é um retrato perfeito)

Anônimo disse...

É bonita a homenagem ao falecido jornalista Cáceres Monteiro, mas Camilo não sai honrado.

Areia às Ondas disse...

Notável. Não sei a quem se referem mas farei por conhecer a pessoa. Desculpe a liberdade... Memórias do Cárcere...