sexta-feira, janeiro 28

Quando a realidade ultrapassa a ficção


Em 1714, um marinheiro japonês Chunosuke Matsuyama, decidiu embarcar numa aventura de caça ao tesouro, em pleno oceano Pacífico. Inesperadamente, a frágil embarcação foi apanhada por uma tempestade e naufragou. Mesmo assim, Matsuyama conseguiu nadar, várias milhas, até a uma pequena ilha de coral. Matasuya terá morrido, eventualmente de fome. Mas antes de morrer, Matsuyama decidiu enviar uma mensagem de socorro. Escreveu o acontecido numas lascas de madeira, colocou-as dentro de uma garrafa, lançando-a ao mar. A garrafa flutuou vagarosamente pelo oceano, chegando a terra, onde "finalmente" foi encontrada, 150 anos depois, na mesma praia onde tinha nascido.

4 comentários:

josé luís disse...

se fosse borges a contar esta história, seguir-se-ia este parágrafo:

"Em 1864, ao passear na praia em que tinha nascido, Chunosuke Matsuyama deparou com uma garrafa perdida na areia..."

:)

SEVE disse...

Mas haverá algum livro publicado sobre este assunto?

Pó dos Livros disse...

Seve, não há nenhum livro sobre esta história.

nmhdias disse...

http://en.wikipedia.org/wiki/Castaway#Chunosuke_Matsuyama