sexta-feira, março 11

Imbecilcopédia XXIV


The Direction of Hair in Animals and Man, Walter Aubrey Kidd, (1903).
Este é sem sombra de dúvida um dos livros mais excepcionais que me passou pelas mãos. Excepcional, não só pelo tema abordado mas também, diga-se a bem da verdade, por ser um daqueles livros que editores e livreiros gostam: um livro capaz de vender apenas pelo título e que nunca foi editado em língua portuguesa. Não entendo a distracção que existe nos editores portugueses quando passam ao lado de obras tão essenciais para o conhecimento humano.
Os fabulosos fenómenos descritos neste livro, terão no mínimo – acredito – influenciado, de forma indelével, a inspiração dos mais famosos cabeleireiros do mundo. E porquê? Perguntam os meus queridos leitores. Porque eles – entenda-se por eles, os fenómenos aqui estudados – são, como hei-de dizer, tão intrinsecamente desinteressantes e, sem qualquer importância que me faz pensar que são Homens como Walter Aubrey Kidd que empurram o mundo para a frente.
Todavia, se já ansiava por um livro que respondesse porque razão é que acorda de manhã com esse cabelo horrível, cheio de penachos e completamente indomável, para além de ficar a saber em que direcção crescem os pêlos, de leões, bois, cães, gatos, macacos, burros, mulas, cavalos, tamanduás, preguiças, entre muitos outros animais, então, poderá ter a certeza absoluta de que não sairá decepcionado com leitura deste livro.

Jaime Bulhosa

Nenhum comentário: