segunda-feira, abril 18

A Noite das Mulheres Cantoras



Há uma pergunta que percorre este romance de Lídia Jorge, da primeira à última página: quantas vítimas se deixa pelo caminho para se perseguir um objectivo? A acção do romance decorre no final dos anos 80 do século XX e invoca um tema de inesperada audácia - o da força da idolatria e a construção do êxito - visto a partir do interior de um grupo, narrado 21 anos mais tarde, na forma de um monólogo. Como é habitual na obra da autora, a questão social é relevante - a força do todo e a aniquilação do indivíduo perante o colectivo são temas presentes neste livro. Mas aqui, tratando-se de um grupo fechado e dominado pela música, a parábola social submerge perante a descrição de um ambiente de grande envolvimento humano e de densidade poética. Servido por uma narrativa ao mesmo tempo rude e mágica, "A Noite das Mulheres Cantoras" propõe a quem o lê a história de seis figuras que passam a viver para sempre no nosso imaginário. A história de amor comovente que une as duas personagens principais, Solange de Matos e João de Lucena, é, por certo, um daqueles episódios que iluminam a realidade e tornam indispensáveis a grande literatura sobre a vida de hoje, com os ingredientes próprios da cultura dos nossos dias.

edição: D. Quixote

título: A Noite das Mulheres Cantoras

autor: Lídia Jorge

formato: 15,5x23,5cm

n.º pág.: 317

isbn: 9789722045131

pvp: 16.00€

Um comentário:

Olinda Gil disse...

Obrigada pela crítica :) !!! Lídia Jorge é uma das autoras portuguesa que sigo com afinco! Mas ainda não li este livro de modo a poder partilhar ideias...