terça-feira, janeiro 3

Incompletas


Algumas grandes obras da literatura, anglo-saxónica, deixadas incompletas pela visita intempestiva da morte:

The Mystery of Edwin Drood, Charles Dickens
Dom Juan, Lord Byron
Denis Duval, William Makepeace Thackeray
Answered Prayers, Truman Capote
The Autobiography of Bejamin Franklin
The Landleaguers, Antony Trollope
Wives and Daughters, Elizabeth Gaskell
The Last Tycoon, F. Scott Fitzgerald
Sanditon, Jane Austen
Islands in the Stream, Ernest Hemingway

Conclui-se com isto que a «morte» é um péssimo crítico literário. 

2 comentários:

Areia às Ondas disse...

Santa Engrácia é a santa padroeira destes títulos...

Malu disse...

Obras incompletas seriam viagens sem retorno?

Emily Dickinson

Barco não há melhor que um livro
Para viajar a outras terras;
Nenhum corcel melhor que uma página
De poesia fogosa e bela.
Esse cruzeiro o mais pobre faz
Sem o peso de um pedágio.
Como é frugal o carro triunfal
Em que a alma faz sua viagem.