quinta-feira, abril 12

O prazer da leitura



Queria fazer-se ver e ouvir, dava saltinhos e puxava a saia da mãe, não tinha mais de três anos e meio. Os olhos brilhavam, viam-se bem, eram muito grandes num rosto tão pequeno. As duas irmãs mais velhas eram elogiadas pelos seus dotes de leitura, a mãe não se cansava de as aplaudir.
- Como elas gostam de ler… E como lêem rápido! Tenho que vir, frequentemente, à Pó dos livros, comprar-lhes mais livros.  
A mais nova começava a ficar impaciente, também ela queria dizer qualquer coisa, mas não era ouvida. E os elogios às irmãs continuavam, até que, com enérgico puxão na saia da mãe, fez-se ouvir, com uma voz pequenina:
- Também eu… também eu gosto de ler! Só que não sei…

4 comentários:

Anônimo disse...

Foi por estas e or outras que a menina lá de casa quando confrontada com a escolha entre o ballet e a música respondeu: "eu quero é aprender as letras TODAS"....

Pinóquio disse...

Criança perspicaz e despachada! E há tanta gente por aí que sabe ler e não gosta!Se calhar nunca experimentaram...

Jasmim disse...

lindo...temos leitora:-)

Pedro disse...

Como eu a compreendo. Lembro-me de que uma das maiores tristezas que tinha, quando era pequeno, era não saber ler...