sexta-feira, maio 25

Contos completos




Duas obras, dois livros de Fernando Pessoa, um editado pela Assírio & Alvim e outro pela Antígona. Um tem por título O Mendigo e Outros Contos e diz assim:

«Estão reunidos neste volume alguns contos de Fernando Pessoa, uma parte apenas da vasta prosa ficcional que o autor nos deixou. Contos filosóficos, ou intelectuais como Pessoa chegou a chamar-lhes, contos paradoxais quando as situações que apresentam contrariam o senso comum, contos em jeito de fábula, com uma moralidade final e ainda outros. Todos eles parte integrante do universo pessoano. Há diálogos filosóficos com enigmáticos mestres que assumem diferentes rostos de conto para conto — o mendigo, o eremita, o bêbado - transmitindo as suas máximas a quem os encontra no caminho. Um caminho iniciático até uma diferente dimensão, percorrido pelo peregrino do conto com o mesmo nome, que segue a estrada até ao fim impelido pelas palavras de um homem de preto. Outro tipo de diálogo é aquele que se desenvolve entre o marinheiro e quem o encontra, de madrugada, no Cais das Colunas, local de onde se avista uma outra margem. Estas narrativas, até aqui inéditas ou pouco conhecidas, irão surpreender os leitores de Fernando Pessoa.»

Já o outro livro, que  dá pelo nome de Contos Completos, diz assim:

«Fernando Pessoa, além da sua produção heteronímica, dispersou em vida, por jornais e revistas, ficções narrativas marcadas pelo humor, pela inteligência, pelo absurdo e pela ironia, agora reunidas em volume, a par de três inéditos. Contos Completos inclui «Con­tos Completos & Crónicas Decorativas» – entre os quais o celebrado conto O Banqueiro Anarquista e a curiosa ficção O Automóvel ia Desaparecendo, escrita como texto publicitário para uma marca de tintas de automóvel – e Fábulas para as Nações Jovens – um conjunto de seis contos transcritos a partir dos originais que se encontram no espólio do autor, na Biblioteca Nacional –, O Marinheiro: Drama Estático em Um Quadro e Contos Selectos de O. Henry traduzidos do original inglês por Fernando Pessoa, publicados na revista Athena, entre Dezembro de 1924 e Junho de 1925.»

Dois livros, indubitavelmente, para ler. Mas qual deles escolher? Teremos alguma dificuldade porque quando abrimos o índice dos livros verificamos que os contos que estão inseridos num não estão no outro. Em que ficamos? Será que os Contos Completos, da editora Antígona, são completos apenas por terem fim? 

Um comentário:

carlos disse...

http://panorama-c.blogspot.pt/2012/06/pessoa-plural.html