quarta-feira, agosto 8

Um dia cheio de trabalho



Uma livraria é um local procurado por muita gente que nem sempre tem uma motivação literária.
Ontem, logo pela manhã, uma senhora, dos seus cinquenta e muitos anos, entra na livraria, olha em redor, admira as estantes cheias desses objectos mágicos, intangíveis, que são os livros. Parece gostar do que vê e pergunta:
- Por acaso, vocês aqui na livraria, não conhecem ninguém que alugue quartos?
Não fazíamos a mais pequena ideia, por isso, sugerimos que a senhora perguntasse na papelaria que fica ao nosso lado e que está neste bairro há muito mais tempo. A resposta foi, no mínimo, desconcertante:
- Ah, não! Na papelaria não!... Onde todo a gente faz o euro milhões. Eu sou professora e não quero conviver com gente esquisita.
Está certo. Nós também nos sentimos ofendidos quando nos confundem com uma simples papelaria.

Poucos minutos depois, toca o telefone:
- Está sim, bom dia! Livraria Pó dos Livros, diga por favor.
Do outro lado da linha ouve-se uma voz de homem com sotaque do Porto:
- Bom dia, minha menina. Queria saber se tem um livro muito, muito antigo e que se chama A Fábula de Cristo, um livro, veja lá que disparate, que defende a teoria de que Cristo não existiu.
A livreira, indiferente ao comentário, verifica a existência do livro e responde que sim.
- Isso é bom! Quer dizer… Mas tenho um problema, como sou do Porto como fazemos?
A livreira sem se atrapalhar sugere o envio pelo correio.
- Hum… hum, não sei… Pode ser, mas desde que ninguém fique a saber.

Um pouco mais para a hora do almoço:
- Tem A Bíblia Ilustrada, mas com fotografias de Jesus Cristo e dos apóstolos?

Já pela tarde:
- O que tem de João Aguiar?
- Temos vários, incluindo o último.
- Mas então, o homem não escreveu mais nada desde esse livro? Anda um pouco preguiçoso… Não acha?
- O escritor João Aguiar faleceu em 2010.

Jaime Bulhosa

2 comentários:

olinda silva disse...

De facto, as pessoas andam mesmo distraídas. Haja paciência.
eheheheheh

Alice disse...

:)))))