segunda-feira, janeiro 21

O Génio Caído



Era um livro procurado há várias semanas por quase todas as livrarias de Lisboa e a cliente queixava-se de que obtinha invariavelmente a mesma resposta:
- O livro «O Génio Caído», não temos não senhora!
A cliente dizia que era um texto político, muito conhecido, do século XIX. O autor, ainda mais conhecido, Camilo Castelo Branco.
- Peço desculpa, mas de facto não temos nenhum registo de um livro, de Camilo Castelo Branco, com esse título.
- No entanto, - diz a cliente, já um pouco alterada – é um texto muito actual, satírico, sobre um político que luta contra a corrupção e que depois, ele próprio, se deixa corromper. Ouvi falar muito bem sobre este livro na televisão e achei interessante, nos tempos que correm, poder oferecê-lo a uma amiga. Só acho extraordinário que um livro tão famoso e falado na televisão não exista em lado nenhum. Francamente, não percebo para que é que servem os livreiros!?...
O livreiro habituado a livros impossíveis, soma um mais um, e resolve facilmente o enigma:
- Por acaso, a senhora não estará equivocada?
- Como equivocada?
- Não terá confundido «O Génio Caído» com «A Queda Dum Anjo»?
- Será!... Como descobriu?
- Leio!

Jaime Bulhosa

3 comentários:

Nádia Batista disse...

Muito bom mesmo! Infelizmente retrata na perfeição o cliché de tentar saber uma ou duas coisas sobre livros para depois dizer que se sabe... Isso e, como passa na televisão, tem de ser bom!

Marcia Rodrigues disse...

Jaime, adorei seu blog......Parabéns....muito sucesso pra vc.....

marta, a menina do blog disse...

Pode ser uma ideia nova, à qual se poderiam acrescentar outros títulos, como "As papilas do Senhor Reitor", ou "As Meias".