quinta-feira, março 28

A língua portuguesa é tramada




Na zona infantil da livraria uma senhora muito simpática pede, de forma prolixa, ajuda:
- Necessito do seu conselho. É para oferecer à minha neta. Tem que ser alguma coisa ligeira, um livro fino, uma boa aventura, com romance e personagens, bem escrito, mas curto. Não sei se está a perceber? É que agora os miúdos não gostam de ler, não é como no meu tempo em que não havia televisão e se lia muito. Quero iniciar a miúda na leitura, é que se nota algumas lacunas na sua ignorância, está a entender?
O livreiro não interrompe, mas fica a pensar nas lacunas-da-ignorância. A cliente continua:
- Enfim, queria que me indicasse alguns livros que uma menina de treze anos consiga ler de olhos fechados. 

5 comentários:

Cristina Torrão disse...

Não há lentes de contacto com livros acoplados?
;)

Nuno da Costa disse...

se já estava mau ela com a última frase deu o golpe de misericórdia!

Nuno da Costa disse...

se já estava mal ela com a última frase deu o golpe de misericórdia!

José Pinto Lopes disse...

De facto...Já há algum tempo que não me ria com tanto gosto. A srª realmente...

Manuela Caeiro disse...

Só mesmo um audiolivro... e ainda assim a opção parece difícil... Ou então resta a solução sugerida por Cristina Torrão... :-)