quinta-feira, maio 16

Educação sexual



Um pai e um filho. O filho não teria mais de doze anos, treze no máximo. O pai aproxima-se do balcão, pousa um livro intitulado «Educação Sexual» e diz para o filho:
- Este livro é para ti.
O filho faz um esgar de desdém, talvez até um pouco envergonhado pelo pai, encolhe os ombros e responde:
- Pai, para quê esse livro?
O pai, resoluto no seu papel de pai, observa:
- Estás na idade. Temos que falar sobre os problemas sexuais.
A resposta foi rápida:
- Ok pai. Vejamos então!... O que é que queres saber? 

Um comentário:

Daniela Vieira disse...

Infelizmente hoje é verdade esta historinha. Aqui no Brasil, não sei se você já viu, uma senadora (se não me engano) da frente evangélica está mostrando algumas realidades da educação infantil. Materiais didáticos que contém até mesmo figuras de sexo explícito para crianças de 8 e até mesmo 3 anos de idade.
É lamentável confundir a Educação Sexual, algo tão belo, com erotização.
Enfim, esse é 'nosso' Brasil...