quinta-feira, novembro 7

Pandemónio


A Sociedade actual está-se borrifando para a felicidade do indivíduo, ou seja, está-se nas tintas para cada um de nós. A Sociedade actual apenas se preocupa se somos ou não somos um bom consumidor ou um bom vendedor. Se comprarmos ou vendermos muito somos bem tratados, se não comprarmos ou não vendermos somos uns indigentes. Não sei como é noutras áreas, mas calculo que seja igual ao mercado dos livros. Vivemos num Pandemónio, isto é, um conluio de indivíduos para fazer mal ou armar desordens; o inferno; tumulto; balbúrdia e coisas semelhantes, pandemónio é uma palavra inventada pelo famoso poeta inglês  John Milton em seu grande poema «O Paraíso Perdido». Aliás, ele escrevia «Pandemomium», com maiúscula, e no seu poema tal lugar é o Palácio dos Diabos, ou a capital do Inferno.

Livreiro anónimo

Nenhum comentário: