sexta-feira, fevereiro 19

Também nos preguntamos.


Entra uma cliente, olha para um lado e depois para o outro. Faz vários esgares esquivos, parece estranhar qualquer coisa na livraria, talvez o facto de conter alguns livros antigos. 
Pressentindo qualquer coisa, o livreiro decide cumprir o seu dever:

Livreiro: Bom dia. Em que posso ser útil?

Cliente: Diga-me uma coisa, para que é que serve esta livraria?

Livreiro: ?...

Jaime Bulhosa

quarta-feira, fevereiro 17

Muitas vezes não pareça...



O livreiro novato para o livreiro mais antigo:

- Mestre, como posso distinguir os temas dos livros e saber onde os arrumar?

- Os livros com textos antigos vão para a filosofia. Os livros com textos curtinhos e, às vezes com rima, vão para a poesia. Os livros com diálogos e didascálias vão para o teatro.

- Didas… quê?

- Didascálias.

- Ah!... E o resto?

- O resto?!… Embora, muitas vezes não pareça, é tudo ficção.

quinta-feira, fevereiro 4

Aconselhando livros



- Já leste este livro?
- Não.
- E este?
- Também não.
- E já agora este?
- Não, também não.
- Puxa! és uma rapariga de sorte.
- De sorte!?... Porquê?
- Porque tens a sorte de os ir ler pela primeira vez.